quinta-feira, 22 de julho de 2010

O que disse uma escritora holandesa sobre a Terra de Vera Cruz...

"Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e, pasmem, se você ligar reclamando do serviço, corre o rico de ter seu telefone temporariamente desconetado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o
sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas
enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador. 

Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e
qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'.

Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos..

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. 

Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais. 

Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.

2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.

3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária. 



4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Superior Eleitoral estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depoi sdo início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Etados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em cheque a credibilidade do processo.




5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.

6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.

7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.

8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.

Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas..

10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.

11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos. 

Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano? 

2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?

3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?

4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?

5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?

6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?

7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?

Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando. 

É! O Brasil é um país abençoado de fato.
Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.

Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques. 
Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.
Bendita seja, querida pátria chamada
Brasil!!" 



Resumindo, continuamos tão ruins quanto pensamos, só ficamos sabendo que lá fora a merda também é bem grande.



5 comentários:

dugabowski disse...

Concordo com tudo o que a distinta falou. Só tem um pequeno detalhe, que a distinta não falou: quem é o campeão mundial da desigualdade social? E não adianta falar que o mercado editorial do Brasil é maior do que o da Itália. Quem é que compra livro no Brasil? A mesma elite de sempre. Quem é que vai ao cinema no Brasil? A mesma elite de sempre. Quem é que compra disco no Brasil? A mesma elite de sempre. Quem é que vai a xópi no Brasil? Pobre vai? Só se for como faxineiro... Faz o favor.. Um país com quase 15% de analfabetos não tem que se autodepreciar? Uma verdadeira nação só se forma com uma boa educação (rimou, mas é verdade); e de uma boa educação o Brasil está há anos-luz de distância. Então, por isso, no que me concerne, vou continuar metendo o pau nesta josta. Tenho dito.

dugabowski disse...

Ah, e antes que me esqueça. Dizer que 97,3 dos brasileiros de 7 a 14 anos estão estudando só pode ser piada. E sem graça, ainda por cima. Não é preciso ser estatístico pra comprovar o absurdo da afirmativa; basta ler os jornais diariamente. Se a assertiva fosse verdadeira, não teríamos hoje os professores como uma classe em extinção. Tenho dito de novo.

Juca Pirama disse...

Por mais incrível que pareça essa estatística é real, embora a parte qualitativa da educação nacional continue uma merda completa (inclusive a privada). O negócio de professores é que o pessoal estpa se formano para trabalhar na educação superior, já que é onde o profissional da educação tem um mínimo de respeito.

O negócio do Brasil é que aqui é um país que só cresce, nunca se desenvolve, e isso não é culpa só do governo, mas também da iniciativa privada, que aqui espera o governo fazer tudo por ela, desde financiamentos até a infraestutura mais básica. Uma iniciativa privada que considera a compra de equipamentos como investimento em inovação e tecnologia não merece ser levada a sério.

Anônimo disse...

Desculpem o atraso, mas só agora "cheguei" ao blogue. Deixem que vos diga uma coisa. Vocês têm o país mais bonito do mundo. São dos povos mais simpáticos do mundo, têm tudo para estar entre os melhores do mundo. E não falo de futebol, que é coisa que ocupa demasiado espaço na vossa e na nossa vida. Agora, por favor, não acreditem em tudo o que vem escrito nesse apontamento. Conversa fiada de alguém que conhece mal a Europa. Batata frita embrulhada em papel de jornal em Inglaterra??? Pão servido à mão??? Não. Sabem, há um instrumento chamado tesoura, que serve, por exemplo, para manusear pão, saladas etc. etc. etc. Fumar em restaurantes ou lojas??? O que é vulgar é verem-se os fumadores a chupar apressadamente o cigarro, apagando-o antes de entrar. Na maior parte dos restaurantes é proibido fumar e naqueles onde é permitido há uma área isolada para fumadores. Tal como nos transportes públicos. Brasileiros não consegue entender português europeu?? Há algo do que escrevi que não tenham entendido? Acreditem que deste lado do atlântico conseguimos ler Chico Buarque, João Ubaldo Ribeiro, Clarice Lispector... E a propósito, parece-vos que ingleses americanos australianos, terão maiores dificuldades em se entender? Agora para dizer a verdade, há duas coisas no Brasil de que eu não gosto. A primeira é uma enorme tendência para abrasileirar palavras originárias dos gringos. Acho detestável, acima de tudo pelo que representa de submissão à cultura ianque. A segunda é a insegurança das grandes cidades. Desgosta-me que tenha que ser assim. Porque eu gosto do Brasil e dos brasileiros e invejo a vossa alegria de viver. Também me pareceu ter lido uma referência à enorme distância entre ricos e pobres no Brasil. Já experimentaram comparar com o que se passa no país dos gringos? Eu sei que é pouco, não consola e nem sequer havia necessidade, se a distribuição de riqueza fosse mais equilibrada. Mas não é exclusividade brasileira. Para terminar esta conversa desorganizada, deixo-vos um pedido. Parem de dizer mal do vosso país, apreciem tudo o que tem de bom e a quem lidera exijam o necessário para melhorar o que está mal. Por mim, se alguém disser mal do Brasil, leva troco. Já repararam que são o único país do mundo com garota de Ipanema? De Portugal vai para todos os brasileiro um abraço do tamanho do Atlântico.

Juca Pirama disse...

De fato estávamos falando mal. O negócio é que aqui tem essa história de que o povo tem uma enorme alegria de viver e etc, o que é fato. Entretanto, esse mesmo povo, por meio do tão aclamado "jeitinho brasileiro", tem orgulho em passar para trás seu semelhante. Em qualquer oportunidade o brasileiro fará alguém de "bobo" em benefício próprio, da mesma forma que os políticos. não só no Brasil, fazem com a população toda. Aqui o problema de corrupção é em todas as esferas, não apenas no setor político da sociedade. Aqui é bonito ser malandro, se dar bem às custas de outra pessoa.
Você tocou no aspecto da desigualdade social, mesmo com o avanço nesse quesito nos últimos anos, o Brasil ainda tem um dos piores quadros de desigualdade social do mundo, completamente incomparável a qualquer país dito desenvolvido. O grande problema do Brasil é que o país cresce, não se desenvolve. Aqui um professor da rede pública de ensino básico, profissional de mais que vital importância no plano de nação de qualquer país do mundo, ganha em torno de 250 euros, quando muito, para sobreviver. Em que país dito desenvolvido acontece isso?

De fato o Brasil possui muitas qualidades, o fato é que existem problemas, muitos e graves, que o poder público aqui, independente de quem esteja no poder, sequer propõe medidas para que sejam sanados.

Hoje o país vive uma dicotomia que chega a ser irônica, enquanto tem papel chave nos quadro econômico e diplomático a nível mundial, o páis tem de conviver com sistemas de educação e saúde completamente ineficientes e uma desigualdade social absurda, entre tantos outros problemas, escancarados pela atual crise envolvendo a região serrana do estado do Rio devastada pelas chuvas.

O fato é que o povo brasileiro é extremamente receptivo e alegre, mas tem de conviver com problemas estruturais que um país com a atual importância internacional do Brasil não deveria.